Marketing nas Redes Sociais: Dicas para aumentar o tráfego do seu site

Escrito por

Publicado em: 22 de Maio de 2017 - Atualizado em: 10 de novembro de 2017

Hoje, no mundo inteiro, bilhões de pessoas utilizam as redes sociais. Somente no Facebook existem cerca de 1,9 bilhões de usuários ativos (E esse número pode ter aumentado, dependendo de quando você estará lendo esse post). Então, caso sua empresa ainda não tenha uma estratégia  para a utilização desses canais, deve pensar seriamente em como fazer marketing nas redes sociais.

A questão aqui é simples: Quando utilizamos canais sociais, ou seja, quando se faz marketing nas redes sociais, você passa a atuar em canais de comunicação importantes e com grande potencial de gerar engajamento e tráfego para seu site. Sem contar a opção de trabalhar com anúncios (campanhas patrocinadas) e de maneira orgânica. A verdade é que é preciso avaliar muito bem onde se deve estar, qual será o seu público ou audiência e como se comunicar com eles.

E nós já adiantamos para você que um investimento alto nas redes sociais não é sinônimo de sucesso. É necessário planejamento, criatividade e muito conhecimento. Por isso, separamos algumas técnicas legais para te mostrar. Acompanhe, ao longo deste artigo, algumas dicas para te ajudar a colocar tudo isso em prática.

O que são redes sociais

Redes sociais são plataformas de relacionamento, onde diversos usuários estabelecem essa relação por meio de troca de mensagens, seja elas quais forem.

Nessa última década, porém, foi necessário que se repensasse esse conceito, já que as plataformas de redes sociais deixaram de focar somente nesse relacionamento.

Por isso, hoje temos dois termos, que são bastante parecidos mas que contêm alguma diferença entre si: Rede social e mídia social.

Como funciona o Marketing nas Redes Sociais

O Marketing nas Redes Sociais deve ser pensado como uma ferramenta na sua estratégia de Marketing Digital. A partir do momento que você define seus canais e seu público, a produção de conteúdo será bem direcionada – e os resultados aparecerão.

E, apenas para que fique claro, nem sempre é necessário que sua empresa esteja em todas as mídias sociais. Basta que você esteja onde o seu público está. É claro que estar em redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram, facilitam o aumento da sua presença digital, mas você deve pensar na maneira mais adequada de interagir com a sua audiência.

Assim, é necessário que, além do seu público, você conheça os diferenciais de cada rede, e como sua atuação ali poderá impactar em seu negócio.

Ao analisar cada rede, você encontrará aquela que se adéqua melhor às suas necessidades.

Por que sua empresa deve usar o Marketing nas Redes Sociais

A internet facilita a interação entre as pessoas e dificilmente alguém não está em alguma rede social. A ideia do marketing vem para que, conhecendo seu público, você defina da maneira mais adequada onde estar e como conversar com essas pessoas.

Estabelecer um bom diálogo entre sua marca e seus consumidores é de suma importância tanto para aumentar o alcance da sua comunicação, quanto para trabalhar sua proposta de valor.

Só para se ter ideia, veja a quantidade de usuários por rede em janeiro de 2017:

Quantidade de pessoas nas redes sociais

Ainda segundo essa mesma pesquisa, da Smart Insights, cerca de 80% dos adultos utilizam o Facebook. Por isso, explorar esses canais deve ser uma das estratégias da sua empresa.

A ideia é que você faça uma boa gestão de mídias sociais e, com isso, atraia uma audiência qualificada para o seu site ou blog.

Para te ajudar a gerenciar o marketing nas redes sociais, criamos um checklist com as tarefas a serem realizadas. Clique na imagem abaixo e faça o download!

Checklist: Dicas de Marketing nas Redes Sociais para aumentar o tráfego no seu site

Checklist: Dicas de Marketing nas Redes Sociais para aumentar o tráfego no seu site

Crie conteúdo de qualidade que seja relevante para sua audiência

O pilar de toda estratégia de comunicação é o conteúdo. E criar um conteúdo de qualidade é o primeiro passo para engajar sua audiência e servirá como base para estratégias maiores como o Inbound Marketing, por exemplo. E ele deve ser criado exclusivamente para a sua persona, que será a representação fiel do seu cliente ideal, baseado no seu público.

Metodologia do Inbound Marketing: Pilar para a produção de conteúdo que será promovido nas redes sociais

A metodologia inbound é uma grande aliada na geração de tráfego para o site vindo das redes sociais

Alguns tipos de conteúdo geram mais engajamento nas redes sociais, principalmente quando possuem estatísticas, com boas fontes, garantindo qualidade. Conteúdo como citações, perguntas e dicas.

Cuide da qualidade do seu conteúdo

Quando for criar o conteúdo relevante para sua audiência, você deve levar em consideração não somente o assunto abordado – ele deve ser abordado com qualidade.

Ao dizermos que qualidade é primordial, você deve entender que, além do conteúdo ser bem trabalhado e apresentado, ele também deve ser completo. Ou seja, você precisa que ele resolva o problema da sua persona. Isso vai gerar autoridade para seu site ou blog.

Além disso, a quantidade de palavras também influi diretamente sobre o tráfego que seu site ou blog recebe. Em pesquisa feita pela Hubspot, pioneira em Inbound Marketing, eles demonstram que a maioria do tráfego orgânico que seu blog recebe é proveniente de artigos que contenham entre 2250 e 2500 palavras.

Número de palavras x Média de tráfego Orgânico

Tendo essa informação em mãos, podemos afirmar que você deve criar conteúdos relevantes, de qualidade e completos. Ou seja, eles devem suprir da forma mais completa possível a expectativa que sua persona tem ao chegar até seu site ou blog.Marketing nas Redes Sociais: Número de palavras x Média de compartilhamento social

Nesse outro gráfico, podemos perceber como a quantidade de palavras também influi diretamente na quantidade de compartilhamento nas redes sociais. A única diferença entre os dois gráficos é que posts com mais de 2500 palavras são mais compartilhados. Mas isso não exclui o fato de que são textos completos, relevantes e de qualidade.

Imagens, vídeos e mídias em geral

Segundo pesquisas, o tipo de conteúdo que gera mais engajamento nas principais redes sociais são imagens. Logo, você deve utilizar esse recurso para atingir seus objetivos (que, no nosso caso, é aumentar o tráfego de seu site ou blog).

Mas o trabalho para aumentar o seu tráfego, não se limita às suas publicações. Você deve ter em mente que o trabalho deve ser consistente para durar. Até porque, não se conquista uma audiência do dia para a noite.

O uso de imagens trará maior engajamento, aumentará o tempo de visita e ainda será capaz de mostrar de forma muito mais objetiva e dinâmica os dados que são descritos pelo texto.

Além das imagens, você também pode investir em vídeos, que são uma grande tendência de consumo e tem sido muito utilizado pelo marketing nas redes sociais. Esse tipo de conteúdo tem gerado bastante conteúdo. E, além disso, o Facebook (que já vimos ser a maior rede social do planeta) tem investido muitos de seus esforços nessa mídia.

Infográfico: uso de vídeos no Facebook

Como vimos no infográfico acima, o alcance dos vídeos no Facebook tem sido muito maior do que todos os outros tipos de conteúdo compartilhado. Logo, quem utiliza vídeos como parte de suas campanhas, colherá resultados cada vez melhores.

Outros tipos de materiais que geram engajamento e, consequentemente, mais tráfego em seu site ou blog são:

  • Infográficos: é um ótimo material para atração em redes sociais, já que possui um alto potencial de compartilhamento. Mas, para que isso aconteça, é necessário que seja um conteúdo relevante para seu público.
  • Ebooks: assim como o infográfico, o ebook é tratado como material rico. Esse tipo de material atrai muita atenção do seu público. Porém, é mais utilizado para aquisição de leads do que para geração de tráfego, devido à sua capacidade de conversão e poder de educação ao cliente.

Plugins de compartilhamento nas redes sociais

Como vimos, o compartilhamento de seus conteúdos nas redes sociais é influenciado pela qualidade que eles possuem. Então, para que você possa incentivar essa ação, utilize plugins que facilitem isso em seu blog.

Dê uma olhada no topo dessa página. Lá, você encontrará alguns botões para compartilhamento em algumas redes sociais de sua preferência.

Você pode configurar esses botões no início e final do seu post e também na sua sidebar. Além disso, quanto mais Social Friendly é o seu site, melhor para a experiência do seu usuário (sem contar que o Google adora).

Pequenos tweets, grandes resultados

Uma dica legal e muito fácil para quem está consumindo o seu conteúdo são os Click to Tweet. Eles são links colocados diretamente no seu conteúdo que, ao serem clicados, compartilham aquele trecho ou citação diretamente no Twitter.

Um bom exemplo seria esse:

“Se quiser dobrar seu volume de negócios, é muito mais fácil dobrar a taxa de conversão do que dobrar o tráfego.” (Jeff Eisenberg)

Ao criar um conteúdo já pensando na ação que sua audiência pode tomar, você está otimizando sua estratégia e aumentando suas chances de conversões.

CTAs: Utilize call-to-action

Os CTAs são call-to-actions (chamada para ações) utilizados para guiar os visitantes a uma conversão. Quando criamos chamadas para ações interagimos com eles e esse processo fica mais curto e com uma experiência mais fluida.

Ao final de cada artigo, crie um CTA que o incentive ao compartilhamento. Um bom exemplo é: “Se você gostou desse conteúdo, compartilhe”.

Mensure e acompanhe o tráfego vindo das redes sociais

Já dizia William Edwards Deming: Quem não mensura, não gerencia.

Pois bem, agora que você colocou todas essas dicas em prática, é necessário saber qual de seus canais sociais está trazendo mais tráfego para o seu site.

Com essa informação em mãos você poderá concentrar seus esforços de maneira mais pontual, o que fará com que sua estratégia funcione com cada vez mais maestria.

Uma boa ferramenta para a mensuração do seu tráfego é o Google Analytics. Uma ferramenta de B.I. do Google gratuita, mas completíssima, capaz de coletar todo o tráfego do seu site e agrupá-lo por tecnologia, comportamento e segmentações avançadas.

Vamos falar mais sobre o Google Analytics em um outro post, pois realmente é uma ferramenta sensacional. Inicialmente, apenas certifique-se de que ele está instalado e devidamente configurado.

Veja a importancia do marketing nas redes sociais medido pela fonte de tráfego do site: Facebook em 1º lugar com 93%

Tela do Google Analytics mostrando a origem de parte do tráfego vindo de canais sociais

Dessa forma, você conseguirá acompanhar as métricas de tráfego social do seu site.

URL Builder – ou URL rastreável

Uma outra dica importante para acompanhar o seu tráfego é adicionar parâmetros à URL para que ela seja rastreável. Para isso, existe uma ferramenta (também gratuita) do Google chamada URL Builder. Ela está disponível você nessa página. Veja como é simples configurá-la:

  • URL*: aqui você deve inserir a URL que você irá monitorar
  • Campaign Source* (origem da campanha): inserir o local em que a campanha está sendo veiculada, como Google, email, blog, etc.
  • Campaign Medium* (mídia da campanha): qual a mídia que está sendo utilizada para veiculação da campanha, como link patrocinado, banners, mídias sociais, etc.
  • Campaign Name* (nome da campanha): você deve escolher um nome para a sua campanha. Dê preferência para um nome que seja facilmente verificado, principalmente se você tem muitas campanhas sendo veiculadas
  • Campaign Term (termo da campanha): esse é um campo opcional, que deve ser preenchido com um termo para identificar uma campanha, caso um link aponte para mais de uma
  • Campaign Content (conteúdo da campana): esse também é um campo opcional, e deve ser preenchido quando há mais de um link apontando para uma mesma página (teste A/B, por exemplo)

Configure o Pixel do Facebook

Não é só o Google que oferece um rastreamento de comportamento do visitante no seu site. O Facebook também possui uma ferramenta simples, mas eficiente para fazer isso: O Facebook Pixel.

Um código Javascript, que permite medir, otimizar e criar públicos para suas campanhas nessa rede social – além de rastrear as interações e comportamentos dos usuários no site provenientes do Facebook. Para mais informações sobre a utilização dessa ferramenta, você pode clicar aqui, no FAQ do próprio Facebook.

Anunciar no Facebook

Agora que você seguiu todos esses passos e conhece sua audiência das redes sociais, é hora de fazer um anúncio no Facebook.

Você deverá criar uma segmentação baseada nos dados coletados pelo Google Analytics.

Por isso é tão importante a configuração do URL builder e do Pixel do Facebook. Será com base nos dados apresentados pelo seu rastreamento que você terá acesso ao tipo de público que está interessado no seu negócio.

Assim, você poderá criar segmentações que tenham muito mais possibilidade de engajamento.

O Facebook Ads é uma ferramenta muito poderosa, por isso é melhor dedicarmos um post só pra ela!

Concluindo

Gerar mais tráfego para o seu site é essencial para o sucesso do seu negócio. E, como falamos no início desse artigo, é a principal maneira de gerar mais leads e mais oportunidades.

Para colocar em prática essas dicas, baixe nosso checklist. Com ele, te ajudamos a implementar seu marketing nas redes sociais.

Checklist: Dicas de Marketing nas Redes Sociais para aumentar o tráfego no seu site

Olá
Eu sou o

Um cara tranquilo que gosta de códigos e estratégia. É empreendedor, co-fundador da Agência Assoweb. Trabalha com SEO, Marketing Digital, Front-end, Back-end e Design. Adora ler, escrever, jogar futebol e tomar café. Ama sua família e é músico nas horas vagas!