Tendências do Marketing Digital em 2021

Escrito por

Publicado em: 22 de fevereiro de 2021 - Atualizado em: 17 de fevereiro de 2021

Nos últimos tempos, o mercado digital como um todo sofreu grandes mudanças, no que diz respeito à comunicação e marketing. Devido à pandemia do novo Coronavírus, as tendências do marketing digital em 2021 passaram por mudanças que não eram previstas no início de 2020. 

Na realidade, o marketing está cada vez mais online. Principalmente porque o isolamento social fez com que o consumidor mudasse completamente o seu comportamento de compra. 

Ou seja, se antes existia alguma dúvida de que a presença das marcas no universo digital não era tão importante, hoje já se torna uma certa obrigação. Se você quer entender melhor como as tendências do marketing digital em 2021 impactam o seu negócio, continue a leitura até o final! 

As tendências do Marketing Digital em 2021 

Hoje, os diversos cenários das mídias contribuem para otimizar o seu tempo e estabelecer a sua presença digital. 

Porém, sabemos que para que isso aconteça da melhor maneira, é necessário entender quais ferramentas e práticas funcionam para o seu negócio.

Portanto, vamos conhecer quais são as tendências do marketing digital em 2021

  1. Marketing de Interação

Provavelmente você já viu nas redes sociais as ferramentas de interação que todas as empresas estão aderindo, como as enquetes, caixas de perguntas e entre outros. Mas, na realidade, o marketing de interação vai muito além disso. 

O usuário, hoje em dia, se preocupa muito em conversar com as marcas de forma real. E é por isso que as ferramentas de interação presentes nas redes sociais fazem tanto sucesso. 

A verdade é que esse marketing de interação precisa estar presente em todas as interfaces que ligam a sua marca ao seu público. Ou seja, o seu site precisa ser interativo o suficiente para prender a atenção e captar o interesse do seu potencial cliente. 

Além disso, você precisa explorar as ferramentas mais utilizadas do momento para reforçar a sua presença digital e promover um relacionamento mais próximo com o seu público. Essas ferramentas são: 

  • Instagram: Stories em vídeo, enquetes, caixa de perguntas, teste, hashtag, carrosséis, live, IGTV e reels.
  • Twitter: Enquete, live, fleet (stories), áudio e hashtags.
  • TikTok: Vídeos com áudios virais, hashtags e textos aliados aos vídeos.
  • Facebook: Vídeo ao vivo, check-in, sentimento/atividade, pedir recomendações, vender algo e story
  • Telegram: Grupos de leitura, áudios, textos maiores e enquetes.
  • Linkedin: Carrosséis, vídeos, stories, links de outros sites e hashtags.
  • Youtube: Lives, vídeos longos, tags e playlists.

Essas são apenas algumas faces do marketing de interação para as redes sociais. E, nesse caso, o teste é o seu principal aliado. Afinal, o que funciona para uma marca não necessariamente funcionará para a sua. 

  1. Humanização das marcas 

Se pararmos para pensar, a cada dia, as marcas têm apostado em estratégias de humanização. E, dessa forma, estão se tornando cada vez mais sólidas e insubstituíveis. Isso com certeza será uma crescente para 2021.

Um exemplo desse tipo de interação aliado a humanização, é uma marca que faz sucesso no mundo inteiro pela comunicação espontânea e eficaz: a Netflix. 

Em diversos diálogos, a marca se posiciona como uma menina. Isso mesmo, não um homem ou uma mulher e sim, uma menina. Isso porque o arquétipo da marca se posiciona como uma adolescente em várias situações. 

Outra estratégia de humanização da marca é se envolver emocionalmente com os artistas que têm suas séries/filmes/documentários desenvolvidos ou transmitidos pela Netflix. Um exemplo disso é a atriz e influencer Maísa Silva, que se diz “prima” da Netflix. 

netflix-e-maisa

Esse tipo de estratégia aproxima a marca das pessoas, criando afeto e proximidade às pessoas comuns.  

  1. Aumento de buscas por voz 

Uma das tendências do marketing digital em 2021 é o grande aumento das buscas por voz. 

Se, durante a pandemia, houve um aumento considerável no número de buscas por voz, de 47%, podemos esperar uma crescente para este ano.

Mesmo que exista há bastante tempo as assistentes virtuais como a Siri e a Bixby, elas, atualmente, estão sendo cada vez mais populares. 

Com o lançamento da Alexia e da linha Echo, da Amazon, o produto passou a se tornar um desejo de consumo de grande parte da população brasileira. Isso porque, além da inovação que o produto oferece, o marketing de interação está presente o tempo todo, de forma personalizada. Ou seja, cada um consegue configurar comandos à Alexia e ela responde perfeitamente. 

Em contrapartida, a Alexia possui uma identidade própria e inconfundível. Aliando-se à inteligência artificial, você encontra inúmeras respostas às perguntas que você deseja fazer. 

Através do sucesso que a Amazon teve ao lançar a sua própria Inteligência Artificial, diversas empresas começaram a desenvolver as suas e isso impactou na utilização do comando por voz. 

Um exemplo disso é a Bia, do Bradesco, em que a interação com o consumidor cresceu em 25%, em três meses durante a pandemia. Ela precisou se adaptar à pandemia e aprender novos termos que permeiam o cenário, como “auxílio emergencial”, “covid-19” e entre outros. O objetivo é que Bia converse com o cliente de forma inteligente e eficaz. 

Assim como essas empresas que se apoiam em inteligência artificial, também temos a Lu, da Magazine Luiza. Ela, além de ter uma tecnologia muito avançada em sua construção, constrói uma relação humanizada e demonstra emoções. 

  1. Presença de influenciadores digitais

Como sabemos, os influenciadores digitais são grandes potenciais e, para 2021 não seria diferente. Cada vez mais, pequenos influenciadores vêm ganhando mais seguidores e recebendo visibilidade grande de marcas.

Com isso, um número grande de pessoas e consumidores é influenciado por essas pessoas populares, que transmitem suas opiniões sobre produtos/serviços e são ouvidos. 

Um exemplo de que isso funciona é a Bianca Andrade, conhecida como Boca Rosa, que lançou em 2020 uma sequência de produtos voltados para pele e maquiagem. Esses produtos foram considerados sucesso em vendas e a influencer utilizou tudo a seu favor, inclusive a sua participação no reality show Big Brother Brasil 20, onde apresentou em primeira mão alguns de seus produtos. 

O lançamento, em meio a pandemia, contou com as opiniões de outros influenciadores, que receberam um press kit da marca. Isso faz com que os consumidores enxerguem um valor ainda maior no que aquele produto pode oferecer. 

Outro exemplo é Géssica Kayane, a GKay, que fez uma parceria com a Francisca Jóias e lançou uma coleção que encerrou em menos de uma semana. A influenciadora, atriz e comediante possui algumas parcerias com diferentes marcas e já provou que o seu público é fiel. 

Esses exemplos mostram claramente como o universo das influencers impacta uma marca, inclusive negativamente. Isso porque essas pessoas, que já se tornaram marcas, possuem fãs, que apoiam e acreditam de fato, no que essas pessoas falam/fazem. E essa presença digital só tende a aumentar neste ano. 

  1. Conteúdos temporários

Uma grande tendência para este ano é a presença de conteúdos temporários, principalmente no que diz respeito às redes sociais. Como já sabemos, algumas ferramentas possuem um limite de transmissão da informação, como os stories do Instagram e Facebook. 

Isso acontece porque existe um grande interesse, nessas plataformas, de reter os consumidores. E isso só é possível ser feito quando a rotatividade de informações é grande. Assim, as pessoas se tornam “reféns” da plataforma e acessam múltiplas vezes ao dia, fazendo com que não percam as novidades. 

Em razão disso, até a presença dos influenciadores digitais impactam na atração e retenção do público, em massa. Um exemplo disso é o TikTok, uma das redes sociais mais utilizadas no momento, mas que não tinha tanta presença, até que os influenciadores digitais começaram a utilizá-la. 

Portanto, os influenciadores digitais e os conteúdos temporários possuem muita relação com o público. Quanto mais tempo você passa em uma determinada rede social, mais conteúdo temporário você consome de influenciadores digitais que ditam o que você precisa comprar e fazer. 

Sendo assim, o Facebook, Instagram, YouTube, Snapchat e algumas outras redes sociais utilizam dessa estratégia para fidelizar o consumo das pessoas pelo máximo de tempo possível. 

  1. Presença de Slow Content

O Slow Content ou Conteúdo Lento é uma prática que se torna cada vez mais presente em 2021. 

Com a produção em massa de conteúdos breves e rasos, que aconteceu durante todos esses anos, as marcas estão passando a entender que o que importa hoje em dia é se a informação está sendo transmitida com qualidade. Assim, não mais se há quantidade de informações sobre aquele tema, especificamente. 

Isso acontece diante da necessidade de atrair ou reter o consumidor atual, que está cada vez mais exigente e buscando por informações eficazes. 

Por isso, dessa vez, as marcas param de se dedicar à produção de quantidade e passam a investir em qualidade. Até porque o Google valoriza os conteúdos que possuem melhor qualidade e aproveitamento para o consumidor, e não aqueles que possuem maior quantidade. 

O que anteriormente era produzido para cumprir tabela ou cobrir um espaço nas postagens de conteúdo, passa a ser publicado apenas o que tem valor intencional para a marca e que conecta ao que o público precisa ou quer saber. Ou seja, qualidade é o foco e não a quantidade! 

Agora que você conheceu as tendências do marketing digital em 2021, se prepare para vivenciar essas experiências e se aproveitar de todas essas ferramentas para construir o seu melhor desempenho! 

E se você precisa de uma ajuda para trilhar a sua estratégia de marketing para este ano, podemos te ajudar! 

Entre em contato conosco e garanta a sua melhor performance

Um cara tranquilo que gosta de códigos e estratégia. É empreendedor, co-fundador da Agência Assoweb. Trabalha com SEO, Marketing Digital, Front-end, Back-end e Design. Adora ler, escrever, jogar futebol e tomar café. Ama sua família e é músico nas horas vagas!

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você autoriza a Assoweb a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.