Como começar um blog institucional do zero

Escrito por

Publicado em: 5 de maio de 2020

Para criar um blog institucional do zero e atingir bons resultados com sua estratégia de marketing digital, você precisará escolher uma boa plataforma, um nome, um domínio, uma boa hospedagem e configurar o blog de maneira ideal. Após isso, o foco é produzir conteúdos otimizados para SEO.

Para qualquer empresa que deseja obter sucesso com uma estratégia de marketing digital, é essencial pensar em estratégias de marketing de conteúdo. Isso acontece pela necessidade de melhorar sua presença digital e interagir com as pessoas ao longo da jornada do consumidor. Por isso, vem a seguinte dúvida: como criar um blog institucional do zero? Hoje, você vai aprender.

Uma das principais e mais básicas estratégias para começar o seu marketing digital é criar um blog, onde você poderá postar sobre temas importantes para o seu cliente. Mas, para isso, você precisa alinhar diversas questões antes de começar a construir um blog institucional para a sua empresa.

Assim, para te ajudar nessa empreitada, nós fizemos este conteúdo com todos os passos e processos que você precisa seguir para começar um blog institucional do zero! Veja o que você vai aprender:

O que é um blog?

Um blog é um site com a função de publicar conteúdos como artigos e fotos, geralmente utilizado para se comunicar e transmitir conhecimento. Essas publicações são chamadas de posts, ou blog posts, e são parte importante da sua estratégia de Marketing Digital, sendo uma base segura para a construção de presença digital.

Como um blog pode ajudar na estratégia de Marketing Digital

Esse é um questionamento que muitas pessoas fazem. Muitas pessoas ainda não entendem a importância de um blog para sua estratégia de marketing digital. Mas eu vou te explicar.

Como já te contei neste conteúdo, todo usuário possui uma jornada de compra. E isso significa que nós passamos por um processo longo que antecede a compra de um produto ou serviço.

Assim, é vital para uma marca ou empresa se relacionar com o usuário ao longo desse processo. Um blog, além de te ajudar a ganhar autoridade nos assuntos a que se propõe a publicar, te ajuda a fazer isso com maestria ao longo dessa jornada.

Um outro fator importantíssimo é o SEO, que abordaremos mais à frente, mas eu já presumo que você queira ficar bem posicionado no Google, certo?

Por isso, ao longo deste post, você vai entender de uma vez por todas que um blog ajuda sua empresa a vender mais e a fortalecer sua marca.

Comece pelo porquê

A princípio, eu te dei alguns bons motivos para criar um blog institucional para seu negócio, mas você já definiu qual vai ser o seu objetivo central para a criação de um blog?

Em outro artigo meu, eu destaco por que algumas marcas vendem mais do que as outras. E isso está relacionado ao porquê. Qual é o seu porquê? Qual o propósito do seu blog?

Já dizia Lewis Carroll: “se você não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve.”

Só que isso não é legal, não é mesmo? Por isso, vamos começar a pensar qual função o seu blog terá na sua estratégia. Então, vou te dar algumas ideias e você não precisa se limitar a uma:

  • Educar o mercado sobre a importância de uma solução;
  • Se posicionar como autoridade em um segmento;
  • Fornecer conteúdo relevante sobre produtos da sua loja;
  • Melhorar a presença digital da sua empresa;
  • entre outros

Cuidado com objetivos genéricos. Sempre use a regra dos 3 porquês para validar seus objetivos. Por exemplo, se você determina que precisa vender mais.

Por que você precisa vender mais?
Para aumentar minha receita.

Mas por que você precisa aumentar a receita?
Porque minhas vendas caíram no último trimestre.

Mas por que suas vendas caíram?
Acredito que os leads que chegam não estão qualificados.

Com base na sua última resposta, é possível entender o que está acontecendo e, assim, planejar algo para resolver. Dois bons objetivos para ajudar a superar os desafios do exemplo acima seriam educar o mercado e gerar leads mais qualificados.

Então, não é difícil, você só precisa focar no problema certo.

Defina um nome e compre o domínio do seu blog

Como se chamará o blog institucional da sua empresa e como as pessoas irão acessá-lo? Essas são definições importantes e não podem ser ignoradas. Começando pelo nome, você pode optar pelo legado da sua empresa, caso já possua uma. Um exemplo seria Blog da Assoweb.

Porém, você pode ser mais criativo e ter um nome com mais conexão com o assunto a ser tratado. O Blog da Assoweb poderia ser, por exemplo, Super Marketing ou Marketeiro. Enfim, você pode pensar em algo e utilizar isso. A questão é ver o que funciona melhor. Utilizar o nome da sua empresa pode fazer mais sentido pra você, e está tudo bem!

Caso você já possua um domínio, você pode configurá-lo utilizando um diretório comum ou um subdomínio, veja:

Diretório comum:

https://www.suaempresa.com.br/blog

https://www.suaempresa.com.br/nomelegal

Subdomínio:

https://blog.suaempresa.com.br
https://nomelegal.suaempresa.com.br

Uma dúvida frequente é sobre o impacto dessa escolha para o SEO. Saiba que não faz diferença, o Google vai levar em consideração outros fatores para ranquear o seu site. Então, fique despreocupado quanto a isso.

Registro de domínio

Caso você não tenha um domínio para a sua empresa ou blog institucional, será necessário comprá-lo. Caso você opte por domínios brasileiros, com final .br, você pode fazer a aquisição diretamente pelo registro.br, responsável pelos registros em nosso país. Em caso de domínios internacionais, você pode olhar em provedores como a GoDaddy, por exemplo.

Escolha a plataforma ideal

Agora, a próxima etapa é escolher o seu CMS (Content Management System); em tradução livre para o português, Sistema Gerenciador de Conteúdo. Essa ferramenta vai te ajudar imensamente com a dispersão de informações, criação de conteúdo e outras funcionalidades que serão essenciais à sua estratégia de marketing de conteúdo.

Aqui na Assoweb, utilizamos o WordPress. Assim, essa é a opção que recomendo, e explicarei o porquê a seguir.

Criando um blog institucional com WordPress

O WordPress é uma ferramenta gratuita (open source), além de ser utilizada por mais de 35% de todos os sites da internet. É o CMS mais utilizado no mundo! Se isolarmos só entre os CMS, ele lidera com incríveis 52%. Fonte aqui.wordpress-gráfico

Alguns sites famosos que usam WordPress:

  • New York Observer;
  • New York Post;
  • TED;
  • Fortune.com;
  • TIME.com;
  • Spotify.

Existem diversas vantagens em se utilizar o WordPress. Veja algumas delas:

  • CMS mais utilizado e difundido do mundo;
  • Atualizações de segurança da comunidade;
  • Diversas opções de plugins e temas gratuitos;
  • Facilidade em encontrar profissionais para criação de plugins especiais ou temas customizados;
  • Ótima estrutura para SEO (O Google ama WordPress!);
  • Entre outras.

O melhor disso tudo é que o WordPress é uma ferramenta gratuita, como eu falei. Então, você pode investir na criação de um tema mais sofisticado ou que siga a identidade visual da sua empresa, por exemplo. Mas a tecnologia é gratuita. Vamos ao próximo passo.

Escolha uma boa hospedagem de sites

Uma parte importante do processo é ter um bom servidor. Isso porque vários problemas de segurança e de desempenho estão relacionados a ele.

Ter um bom servidor é algo negligenciado pela maioria das empresas. Porém, esse é um erro muito comum, que pode te trazer inúmeros transtornos.

Dentre os principais problemas que você pode ter, destaco alguns:

  • Falhas de segurança;
  • Falhas de disponibilidade (seu site fica caindo toda hora);
  • Configurações e tecnologias obsoletas;
  • Suporte ruim;
  • Painel de gestão limitado.

Eu poderia entrar em diversos aspectos técnicos aqui, mas acredito que isso basta. Para escolher um bom servidor verifique o seguinte:

  • Tier do Servidor: opte por empresas com tier 3 ou 4 – Saiba mais sobre Tier aqui;
  • Certificado SSL Incluso, para você ter https no seu blog;
  • Se possível, opte por servidores em Cloud;
  • Veja o funcionamento do suporte – lembre-se, seu site pode ter problemas;
  • Desconfie de preços irrisórios.

Temos um blog post que trata exclusivamente desse tema e te ensina como escolher uma boa hospedagem para seu site ou blog. Caso você queira se aprofundar, leia aqui.

Faça a instalação do blog

Muitas empresas de hospedagem possuem instalações automatizadas do WordPress, o que facilita muito a instalação. Então, procure saber como instalar o WordPress de acordo com a sua empresa. Geralmente, você faz isso com poucos cliques.

Pode acontecer de sua solução ser um pouco mais elaborada. Muitas vezes, empresas preferem contratar agências e profissionais de desenvolvimento para criar um blog ou site mais personalizado. Neste caso, a implementação é feita diretamente por esses profissionais.

Mas, se você não tiver uma agência, não tem problema. Após instalar o WordPress seguindo os passos do seu provedor de hospedagem, trataremos do próximo passo: a instalação do template ideal.

Defina um bom template para o blog

O design tem um papel importante para o seu blog institucional, uma vez que a experiência do usuário faz toda a diferença para o consumo de conteúdo.

A sacada é encontrar um tema (template) que equilibre bons recursos de marketing com uma interface que estimule o consumo de conteúdo. A notícia boa é que você tem muitas opções gratuitas no diretório do WordPress.

Para acessar o diretório e escolher o seu tema, basta ir até Aparência > Temas, como mostra a imagem.

[imagem do diretório dentro do wordpress]

Caso você queira conhecer, esses temas também são acessíveis pelo diretório público de temas do WordPress.org, aqui.

Caso você precise de um tema de alto padrão, a Assoweb é especialista em criação de sites com o WordPress. É só entrar em contato com a gente 🙂

Plugins e ferramentas de apoio

Outra vantagem incrível em se usar o WordPress é o acervo de plugins. Você pode turbinar seu blog com plugins para tudo o que imaginar. Desde compartilhamento a redes sociais até plugins de SEO para ajudar no ranqueamento dos posts no Google.

Separei aqui uma lista de plugins que gosto para blog para te ajudar. Separei apenas plugins gratuitos, mas existem muitos plugins legais que são pagos e te ajudam muito. Hoje, optei por esses que são bem úteis e gratuitos.

Contact Form 7

contact form 7

Crie formulários para seu site instantaneamente com esse plugin. É muito simples e você consegue editar os forms tranquilamente. Nós usamos ele aqui na agência e é um plugin muito bom e muito utilizado. Ver plugin

Yoast SEO

yoast

Um dos plugins mais famosos do diretório do WordPress, o Yoast SEO é um dos plugins mais úteis que temos atualmente, pois ajuda muito a deixar o site mais preparado para a indexação do Google e demais buscadores. Com ele, você consegue personalizar títulos e descrição para a busca, além de criar sitemaps, entre outras. Recomendadíssimo! Ver plugin

Integração RD Station

rd integração

Se você, assim como nós, utiliza o RD Station Marketing, esse é o plugin oficial para integração do software da RD com o seu WordPress. Indispensável para capturar leads no seu blog e inseri-los automaticamente no RD. Possui integração com o ContacForm 7, citado acima. Ver plugin

Mailchimp for WordPress

mailchimp

Outro plugin em focado em marketing, caso você utilize o Mailchimp. Este é o plugin oficial, muito útil para integrar seu blog e capturar seus leads por lá. Ver plugin.

W3 Total Cache

w3 cachê

O W3 Total Cache é um plugin para otimizar o desempenho do seu blog. Muito focado em cachê, possui diversas opções. Desde opções sofisticadas para quem já usa configurações mais avançadas a outras coisas mais simples. Ver plugin.

WP Super Cache

wp super cache

Plugin de cache feito pela Automattic, empresa que mantém o WordPress, é uma opção voltada para quem não possui tanto conhecimento técnico. Ver plugin.

Disqus

disqus

Plugin oficial do Disqus para WordPress. Para você que não conhece, Disqus é uma ferramenta de comentários para blogs. É o que utilizamos aqui na agência! Caso você queira testar, deixe seu comentário neste post 🙂 Ver plugin.

Akismet

akismet

Mais um da “série” oficiais, Akismet é um plugin de antispam, essencial para evitar spams no seu blog, principalmente se você não utilizar o Disqus. Fortemente recomendado! Ver plugin.

Google Analytics Dashboard for WP by ExactMetrics

exact metrics

Particularmente, eu gosto deste plugin para Google Analytics. Além de alguns dashboards, a configuração é muito simples. Se você não sabe o que é o Google Analytics, para tudo e leia este post, agora! Além disso, lá eu ensino a configurar utilizando este plugin. Link do plugin.

Google site kit

google site kit

Outro plugin focado em analytics e SEO. O Google Site Kit é um plugin oficial do Google, feito para WordPress. Muito bom, possui alguns dashboards legais para analisar o tráfego do seu blog. Você pode saber mais sobre o plugin aqui, ou em sua página no WordPress, aqui.

Tiny MCE Advanced

tiny mce

Ótimo plugin para turbinar o editor de conteúdo do seu WordPress. Principalmente para você que não gosta da edição em blocos (Editor Gutemberg). Muito útil! Ver plugin.

AMP for WP – Accelerated Mobile Pages

amp

AMP (Accelerated Mobile Pages), é um projeto criado com o objetivo de acelerar o consumo de conteúdo em páginas da web, e-mails, entre outros, em dispositivos móveis. É apoiado pelo Google e importante ter em seu site. A ideia é promover um acesso mais otimizado de suas páginas para dispositivos móveis. Ver plugin.

Jetpack

jetpack

Outro plugin oficial do WordPress, ajuda na segurança e provem alguns recursos legais para seu blog como artigos relacionados, opções de compartilhamento no post e postagem automática em redes sociais. Vale conferir. Ver plugin.

OneSignal

one signal

OneSignal é um ótimo plugin para oferecer notificações de push aos seus leitores. Temos um blog post aqui no nosso blog que te ensina como configurar do zero as notificações de push utilizando o OneSignal! É só configurar e ser feliz! Super recomendado e de graça! Ver plugin.

Google Authenticator

google authenticator

Quer usar autenticação de 2 etapas no seu blog? Nós recomendamos e ensinamos! Veja nesse blog post como configurar. Aqui está o link do Plugin. Não deixe de configurar. É mais seguro!

WPS Hide Login

wps

Outro plugin que utilizamos aqui na agência e ajuda muito a melhorar o nível de segurança dos sites. Com esse plugin, é possível mudar o endereço principal de login do WordPress. Essa prática simples deixa seu site muito mais seguro, pois muitos ataques são feitos a urls conhecidas. Mudando, você já fica fora de ataques desse tipo. Ver plugin.

Pronto! Seu blog está criado e agora vamos para outras questões que envolvem o sucesso do seu blog institucional. Vem comigo.

Planejamento e Produção de conteúdo do Blog

Agora que a parte de infraestrutura está pronta, você precisa ir para a segunda fase. Afinal, ter um blog acessível não é garantia de sucesso. Você precisa ter bom conteúdo, frequência e conversar com as pessoas certas. Mas, é claro, eu te ajudo com isso!

O que envolve um planejamento de conteúdo para blog?

Eu gosto separar em 4 pilares: Objetivo (como falamos lá em cima), Persona, Posicionamento e Autenticidade.

Objetivos

O objetivo é o que vai nortear a nossa busca por resultados, como discutimos mais no começo do post.

Criação de personas

Pode parecer repetitivo a gente sempre falar de personas, mas o fato é que definir bem as personas da sua estratégia fazem toda a diferença. Esse é outro erro comum das empresas. Não dar a devida atenção, negligenciar ou documentá-la baseando-se em achismos são erros que podem te custar caro.

Ter a persona bem documentada, embasada em dados e pesquisas, te garante conversar com as pessoas certas. E isso é um dos segredos de um blog de sucesso. Quando isso não acontece, muitos problemas são desencadeados. Leads desqualificados começam a ser gerados, além do investimento feito em pessoas que não darão retorno algum.

Se você precisar de ajuda para criar sua persona, temos este conteúdo aqui pra te ajudar.

Posicionamento

Outro item importante para você pensar. Qual é o seu posicionamento? Vai optar por gerar polêmica ou vai educar o mercado? Muito do match perfeito entre um blog e sua audiência está em entender como se posicionar para conversar com a persona em questão.

Uma analogia muito simples é pensar em como você se comporta em uma negociação, quando está educando uma criança ou, até mesmo, quando está em uma festa de família. Você se adapta para que a comunicação seja melhor e para que a sua mensagem seja passada com clareza.

Assim, defina qual o melhor posicionamento para conversar com a sua persona, pois isso vai te ajudar a gerar engajamento e audiência.

Autenticidade

Marketing de Conteúdo não é ”Marketing do Copia Tudo”. Tenha autenticidade. As pessoas estão cansadas de ler as mesmas coisas em vários lugares. Sem falar na qualidade. Lembre-se sempre: seja autêntico e resolva um problema com o seu conteúdo. Só assim você vai fazer sentido na vida das pessoas que estão lendo.

Os resultados vem depois e são frutos de um processo. Como diz uma professora que eu respeito muito, Denise Eler, faz diferença quem faz sentido. Agora, vamos ver tecnicamente como funciona esse planejamento e coisas que você deve levar em conta.

Arquitetura da informação

A arquitetura da informação é importante para que o usuário e o Google entendam a organização do conteúdo no seu blog. Basicamente, é a estrutura de páginas e suas subpáginas.

Isso é importante, pois para ter uma boa experiência, o seu leitor precisa enxergar uma organização mínima. Afinal, ficaria complicado encontrar um post de design dentro da categoria de desenvolvimento, não é mesmo?

De tão importante, essa é a base da missão do Google. Não sei se você sabe, mas  “A missão do Google é organizar as informações do mundo e torná-las mundialmente acessíveis e úteis.”

Então, vale dar uma caprichada e categorizar bem os seus assuntos, certo? Evite criar categorias desnecessárias como “Novidades”, por exemplo. Isso deve ser um recurso de exibição do seu tema, não uma categoria.

O que é SEO

SEO é um conjunto de técnicas que tem por objetivo trabalhar o ranqueamento de um site e suas páginas em buscadores, como o Google, visando às primeiras posições e a geração de conversões do tráfego proveniente.

Imagine que você escreva sobre contabilidade. Você gasta algum tempo escrevendo um conteúdo sobre como escolher o melhor regime tributário. Fica ótimo, mas ninguém acessa.

Em um processo ideal, seu conteúdo deveria aparecer nos primeiros resultados quando alguém, com esse tipo de problema, buscar uma solução no Google. Ou seja, quando um empresário digitar, por exemplo, como escolher o regime tributário de uma empresa, seu conteúdo vem e resolve o problema dele.

Lindo, não é? Mas, para essa mágica acontecer, você precisa escrever pensando nisso. E seguir as boas práticas que estou te passando neste post!

A primeira dica é configurar o plugin do Yoast, citado acima, e colocar o conteúdo específico para os resultados de busca. A segunda é sempre pensar bem nas palavras-chave que você vai utilizar para escrever. Sempre entenda se ela faz sentido e se tem volume de busca.

Utilize o Google Trends para avaliar as tendências e entenda mais sobre SEO aqui!

Tipos de Conteúdo para Blog Institucional

Não se faz um blog somente com posts educativos. É mais comum vermos esse tipo de conteúdo, mas você pode diversificar!

Post Educativo

Esse tipo de conteúdo é o mais comum. É muito eficiente e cobre a grande maioria dos assuntos. Principalmente porque consegue resolver problemas em todas as etapas da jornada de compra. É mais eficiente no início, mas tem impacto ao longo de todo processo.

Cases – Estudos de Caso

Ótima opção para variar. É excelente para a etapa final da jornada de compra, a venda, pois geralmente traz provas da efetividade do seu trabalho. Comprova resultados obtidos em outros projetos, mostrando, assim, que você comprova aquilo que fala.

Sempre construa Cases! São uma prova de confiança fortíssima.

Tutoriais

Blog posts de tutoriais, também chamados de How To, são posts de conteúdo objetivo e claro, onde a função é ensinar o leitor a fazer executar uma ação. O detalhe aqui é caprichar nos printscreens. Coloque imagens que mostrem claramente o que fazer. Além disso, capriche nos títulos, pois muitos leitores escaneiam o texto antes de se aprofundarem. Em conteúdos desse tipo, isso acontece com mais frequência.

Listas

Uma boa pedida para variar. Listas são focadas em organização. Do maior para o menor, do melhor para o pior, etc. Uma sacada bem legal é criar uma arte com o conteúdo do post para ser compartilhada. Coloque-a ao final do conteúdo com um CTA (Se você não sabe o que é um CTA, veja este vídeo) e estimule os leitores a compartilhar.

Informativo

Esses são conteúdos mais temporais e são utilizados para ocasiões momentâneas. Mas são interessantes para eventos, notícias relevantes para o seu público, entre outros.

Guest Post

Esse tipo de conteúdo é quando um convidado escreve algo em um outro blog. Você pode oferecer o espaço em seu blog e receber o conteúdo de um autor convidado ou publicar algo em um blog institucional que faça sentido para sua estratégia. É interessante quando o convidado tem sinergia, sendo possível somar as forças!

Materiais Ricos

É sempre bom oferecer materiais ricos para a sua audiência. É possível variar bastante oferecendo E-books, Podcasts, Infográficos, entre outros. Eles são importantes na geração de leads, principalmente para construir listas de e-mails, assunto que abre o nosso próximo tópico! Afinal, se você tem uma lista e não a utiliza, está deixando dinheiro na mesa!

Saiba como capturar leitores para o blog institucional

O meio mais fácil para fazer isso é criar uma lista de e-mail. Vamos dar um exemplo: quando alguém se depara com o seu conteúdo e gosta do que vê, você provavelmente ganhará pontos com essa pessoa. Mas imagine que não há como manter uma comunicação com a sua empresa, pela falta de possibilidades. Você também perderia o interesse, certo?

Esse é um dos maiores erros de quem quer investir na divulgação de conteúdos do seu blog institucional: não deixar espaço para a coleta do e-mail do leitor. Afinal, é a partir dessa informação que você poderá manter uma relação mais íntima com o seu lead, o que entra mais uma vez na questão do marketing de relacionamento.

Por isso, invista em ações que espalhem os conteúdos produzidos por suas redes sociais, envie-os no seu fluxo de nutrição ou por meio do e-mail marketing. Abra caixas de sugestões ou comentários ao fim de cada tema e atente-se a todas as dicas! O que importa é captar a atenção para garantir cada vez mais leitores no seu blog.

E você usa WordPress com RD Station ou Mailchimp, é só utilizar os plugins citados!

Automação de Marketing

A Automação de Marketing é o potencializador da sua estratégia de Marketing Digital. Sabe aquela ideia de oferecer o conteúdo personalizado para cada leitor, para que ele receba mais daquilo que faz sentido e, com isso, avance mais rápido na jornada de compra?

Isso é automação, até porque fazer isso manualmente é complicado e exige organização e muita análise. Afinal, quem nunca se incomodou com a enxurrada de e-mails depois de uma compra ou cadastro?

A automação precisa de inteligência, senão vira uma sequência burra de e-mails. Assim, para deixá-la no ponto certo, utilize ferramentas adequadas a essa finalidade. Aqui, tratamos de duas, que servirão de exemplo: RD Station (Paga) e Mailchimp (Gratuita).

RD Station

O RD Station é um cenário muito positivo, pois é uma ferramenta potente. Então, partindo do princípio de que você decidiu fazer esse investimento, você pode utilizar vários recursos de automação e inteligência, como fluxos de nutrição, lead tracking, lead scoring, entre outros.

Mailchimp

O Mailchimp é uma ferramenta gratuita que possui algumas opções de automação. Possui uma complexidade maior e menos opções de automação. Mas, mesmo assim, é uma grande ferramenta e é possível tirar proveito dela. A ferramenta evoluiu bastante ao longo dos anos e já é bem mais do que uma ferramenta de e-mail marketing. Alguns recursos são pagos, mas vale a análise! Acompanhe e otimize seus resultados.

Métricas para blog institucional

Aqui, chegamos na parte em que você irá entender se o que está sendo feito está funcionando. E uma das maiores vantagens do Marketing Digital em relação ao Marketing Tradicional é a capacidade de mensurar os resultados.

Nenhum blog institucional se manterá com resultados consistentes sem uma análise adequada, a manutenção das boas práticas e a correção de rotas que precisam de atenção. E para isso, você precisará de métricas!

No marketing digital, você não precisa de achismos. Se você configurou seu Google Analytics corretamente, agora é hora de mensurar! Então, separei algumas métricas interessantes para você começar entender o que acontece de fato no seu blog e agir para melhorar.

Visualizações de páginas

É importante acompanhar essa métrica, pois ela vai te mostrar quais são as páginas mais acessadas do seu site. Mas é importante não confundir visitas com visitantes. Assim, visitas são o que chamamos de pageviews, enquanto visitantes são usuários.

Usuários únicos

Usuários únicos são os visitantes que entraram em um determinado site e foram marcados com um cookie. É interessante para que você saiba quantos visitantes únicos o seu blog institucional possui em um período de tempo. Caso queira se aprofundar, veja a explicação do próprio Google, aqui.

Conversões

Conversão é uma ação planejada que você quer que o usuário execute. Pode ser uma compra, um cadastro, um período de tempo em artigo, entre outros. Assim, mensurar as conversões do seu blog é importante, pois te dará uma noção de se as pessoas estão se comportando como esperado no seu blog institucional.

Downloads de e-books e outros materias, além do cadastro para receber sua newsletter, são boas métricas de conversão para blog.

Tráfego por canal

Entender a origem dos seus visitantes é importante. Pense por um minuto: se você soubesse que 45% dos seus visitantes viessem do Linkedin, claramente você teria uma informação relevante. Além disso, te possibilitaria trabalhar melhor esse canal.

O mesmo acontece para descobrir se alguns canais não estão funcionando. Enfim, saber a origem dos visitantes pode te dar insights interessantes para melhorar a distribuição do seu conteúdo em canais de apoio, como redes sociais, e-mail, anúncios, entre outros.

Taxa de rejeição

A taxa de rejeição, ou bounce rate, é uma taxa que mede os visitantes que entraram em um site ou blog institucional e saíram por esta mesma página sem fazer nenhuma interação ou conversão. Assim, isso é interessante, pois te dá uma noção de comportamento do usuário. Caso você queira entender melhor, temos um conteúdo sobre isso, aqui.

Conclusão

Esperamos que você tenha curtido o conteúdo e entendido a importância de cada um desses passos para ter um blog de sucesso. Afinal, começar um blog institucional é essencial se você quer crescer no seu negócio e transmitir conteúdo relevante a quem te segue.

Então, comece já a colocar essas dicas em prática e conte comigo para te ajudar em qualquer dúvida. Também deixe o seu comentário e saiba também como utilizar o fluxo de nutrição de leads para decolar o seu negócio.

May the force be with you!

Um cara tranquilo que gosta de códigos e estratégia. É empreendedor, co-fundador da Agência Assoweb. Trabalha com SEO, Marketing Digital, Front-end, Back-end e Design. Adora ler, escrever, jogar futebol e tomar café. Ama sua família e é músico nas horas vagas!